22 de junho de 2017

Parto real X parto ideal - Plano de Parto

CCBB/BH e, assim mais uma roda de partilha, oportunidade de ouvir e falar, de boas trocas, onde cada participante compartilhou sua construção de parto-nascimento, onde o certo e errado não existe. Antes, durante, pós parto, amamentação, puerpério, todas as fases merecem acolhimento, respeito, apoio, segurança. Algumas podem ter partos mais difíceis, delicados, mas TODAS, sem exceção, merecem sentirem-se seguras e serem ouvidas, individualmente, no seu momento de trabalho de parto, parto, pós parto, enfim em todo ciclo gravídico. 
Então, diante dessa troca o que é real, o que é ideal para cada uma? O Plano de Parto pode ajudar a responder essa questão. Pois, estudar as possibilidades e escrever sobre o que deseja ajuda a minimizar o medo do desconhecido. IDEAL que TODA mulher/bebê/família pudesse vivenciar o momento do nascimento com toda segurança e respeito, livres de toda tensão em todo lugar. REAL ainda longe em muitos locais, infelizmente.
Se preparar para o parto e para o pós parto tão importante quanto.
Algumas palavras chaves comentadas na roda diante do tema - parto Real X parto ideal
- parto natural
- parto normal
- parto humanizado
- se tudo der certo
- desorganização
- acho que não sei nada
- controle
- parto é como se jogar no mar aberto sem boia
- buscar conhecimentos
- cesárea
- prático/sofrer?
- dor
- empoderamento que esta dentro da gente

...
e, assim falamos sobre o Plano de Parto.
Esse, sim é um documento que pode auxiliar e muito na construção do parto-nascimento.
Não é um documento oficialmente, reconhecido por todos ainda, infelizmente, mas é sim, com certeza, uma excelente ferramenta.
Não basta copiar  de alguns prontos que se lê/vê nos meios sociais. É necessário compreender sobre o que esta escrito desde termos como o que é solicitado. O que é seu direito, do bebê, do acompanhante de livre escolha - Lei do Acompanhante - 11.108/2005 seja no setor privado, casa de parto, sus, ou mesmo, parto domiciliar.
Sendo assim, estudar sobre a fisiologia do parto e, diante desse estudo, buscar dentro da realidade de cada uma, onde encontrará o mais próximo do que desejas desde maternidades a profissionais que acolherão suas escolhas a medida do possível. Ou seja, atuar com responsabilidades compartilhadas segundo OMS, baseadas em evidências científicas, fazendo uso das boas práticas do parto.
Pode ser iniciado como um esboço sobre os "desejos" até dúvidas sobre o que deverás buscar. E, a medida que a gestação for evoluindo,  e com mais estudo ir finalizando o Plano de Parto pessoal.
Ele é a voz de cada mulher, do casal, da família - gestante e acompanhante de livre escolha, dentro das instituições. Por isso, tão importante quem for acompanhar no dia do parto diretamente, preparar-se junto. Uma vez que a mulher precisa sentir-se segura, acolhida e, não precisar "pensar/raciocinar/vigiar" no dia do parto para entregar-se e vivenciar a dança pessoal do parto. 
e, assim todas se expressam livremente.
Parto é entrega, é permissão, flexibilidade para ir acolhendo suas fases/etapas. Momento intenso, forte, desafiador, recheado de muitas emoções, sensações. Plano de Parto não tem um roteiro específico. Cada mulher precisa estudar sobre o que para ela é importante e iniciar sua própria construção. Isso deveria ser incentivado/construindo junto com o prenatalista, mas infelizmente, não o é. Poucos, ainda bem que tem, mas poucos o fazem.
Como fazer?
1)pesquise na internet sobre Plano de Parto
2)Após ler alguns, comece a fazer um rascunho sobre o que para você teve peso de importância dentro da sua realidade.
3)Evite comentar com pessoas que não compartilham do mesmo desejo. A construção do parto-nascimento deve ser partilhada com a pessoa que irá lhe acompanhar no dia do parto, essa sim, precisa "estudar junto" sobre esse universo gravídico. Além das rodas presenciais, grupos que apoiam o parto fisiológico virtual, também são de grande ajuda. O apoio é fundamental, por isso o preparo junto é muito importante.
4)Parto tem fases e o Plano de Parto deve acompanhar cada uma delas. Antes, durante, pós parto imediato e cuidados com o bebê.
5)Fase inicial - ainda contrações irregulares - evitar contar para pessoas que não irão somar, positivamente. E, sim, deixar escrito no Plano de Parto como deseja passar a fase inicial.
5.1)contrações irregulares, ficar em casa com apoio da pessoa que "estudou" junto com você a fisiologia e, que poderá apoiar, buscando auxiliar a vivenciar essa fase da melhor forma possível. A ligar para o profissional, caso tenha contratado um. Ou mesmo ir para maternidade ser avaliada e, poder voltar para casa, se não estiver com contrações regulares ou com pouca dilatação ainda. Enfim, infinitas possibilidades que precisam serem conhecidas, estudadas, anteriormente, para fazer escolhas no dia do parto com mais tranquilidade.
6)e, quando entrar no trabalho de parto ativo, provavelmente, já escolheu profissional e/ou local para o nascimento do bebê poderá desde ir para maternidade, a comunicar ao profissional se contratado que deseja ir para maternidade ou alguém ir a sua casa.
7)ao adentrar o local, deve levar junto com os documentos 02 vias do Plano de Parto. Uma fica com você(s), outra apresenta a equipe da maternidade ou ao profissional contratado. Lembrando que, infelizmente, não é reconhecido em vários locais, tão pouco aceito. Mas, isso não quer dizer que você não tenha o direito de estar com Ele e apresentá-lo à equipe que assistirá seu parto. Por isso, estudar as  possibilidades diante da realidade de cada uma é importante antes. No dia do parto já saberá qual local acolherá melhor suas escolhas, a medida do possível.

E, o Plano de Parto acaba com o parto?
Não. Então, no Plano de Parto precisa ser incluindo os cuidados com o bebê. 
Intervenções com o bebê, você sabe quais são? 
Rotineiras - desde pingar o colírio, aspirar ou fazer lavagem estomacal de rotina, aplicar vitamina K, dar banho (aqui ressalva - em BH, não sei dizer sobre outros estados), não existe mais berçários, porém tem algumas questões bem delicadas que é praticada em algumas maternidades. Não existe balança dentro do bloco cirúrgico, daí levam o bebê para o "berçário" que via de regra não existe, para medir, pesar, limpar com óleo mineral e vestir. Isso é o que deseja para seu bebê? 
Não dão banho de água, mas dão banho de óleo mineral no bebê. Isso é uma intervenção que mascara o banho. Para o bebê é fundamental o contato pele a pele para ser colonizado pelas bactérias da mãe. E, quando nasce estando tudo bem com ele e sua mamãe é permitir que ambos e acompanhante vivenciem a "hora de ouro". O primeiro print do bebê precisa ser respeitado, pois marca para toda uma vida.
Portanto, avaliar o que para o seu bebê irá ser necessário. Muito do que fazem, rotineiramente, é desnecessário.
E Plano de Parto caso ocorra uma cesárea, existe?
Sim. Toda mulher merece ser bem acolhida em todo acompanhamento do parto, da hora que adentra uma maternidade até a alta. E, a cesárea, que é não é parto, mas sim, cirurgia, pode e deve ser acolhedora.
Algumas sugestões a pedir aos profissionais - atenuar as luzes do bloco cirúrgico, música ambiente que você tenha levado, desligar ar condicionado caso esteja ligado, que lhe falem sobre a hora que vai começar e avise quando já estiver quase nascendo, pedir para não amarrar os braços e se o fizer que desamarre para segurar o bebê quando nascer. Aqui incluindo perguntar se deseja que abaixem o campo para ver o momento da retirada do bebê - isso aproximando o máximo possível a mãe ao nascimento do bebê em sua retirada do útero. E, nascendo bem que o coloque contato pele a pele da melhor maneira possível, pois aqui, precisamos lembrar que algumas vezes não é possível pela questão dos campos "estéreis". Mas, que deseja que o bebê fique bem próximo a ti, sendo que o acompanhante pode ajudar a segurá-lo perto, bem perto.

Então, busque se informar melhor sobre o local, sobre os profissionais caso vá contratar e, veja como é a atuação sobre os cuidados com o bebê depois que nasce também. Escreverei um breve modelo  de Plano de Parto depois.

Tendo dúvidas ainda, escreva para nós. No que for possível, buscaremos auxiliar. Compareça em nossas rodas, assim terás oportunidade de dialogar e tirar suas dúvidas também. Participação aberta e gratuita, levar apenas um lanche para compartilhar com o grupo.
Email - ONGbemnascerBH@yahoo.com.br
A fila continua linda... todas construindo sua trajetória do parto-nascimento

Nenhum comentário: