10 de abril de 2017

#VoltaSôniaLansky #VoltaMárciaParizzi




NOTA DE REPÚDIO
 
A ONG Bem Nascer vem a público repudiar a exoneração da presidente da Comissão Perinatal Sônia Lansky e de Márcia Parizzi, da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte. As duas profissionais lutam ardorosamente pela assistência humanizada ao parto e nascimento e a redução da mortalidade materna e infantil em Belo Horizonte.


Sônia Lansky é uma liderança na capital, tendo fundado o Movimento BH Pelo Parto Normal, onde conseguiu reunir cerca de 40 parceiros, que se debruçam mensalmente sobre indicativos da assistência, buscando melhorias e a adequação às recomendações da OMS e do Ministério da Saúde, por meio do Programa Rede Cegonha.


Desde a sua fundação, há mais de 10 anos, com o incansável trabalho da Comissão Perinatal e do Movimento BH Pelo Parto Normal, BH viu seus índices de cesáreas e mortalidade materna e infantil reduzirem


Consideramos um retrocesso a exoneração das profissionais e solicitamos ao Kalil que volte atrás em sua decisão, e que procure se informar com mais profundidade sobre o trabalho desenvolvido nos últimos dez anos na capital mineira e que se tornou modelo para outras capitais do país.


A ONG Bem Nascer faz parte deste Movimento. Que Alexandre Kalil ouça as mulheres, militantes por um bom parto, e reconsidere a sua decisão.

Att.



Cleise Soares

Presidente da ONG Bem Nascer
 Na Conferência Municipal de Saúde da Mulher, as militantes se vestiram de vermelho em defesa de SôniaLansky e Márcia Parizzi.

Nenhum comentário: