20 de novembro de 2014

Parto Leboyer

O parto Leboyer foi introduzido no Brasil em 1974 pelo obstetra Cláudio Basbaum e divulgado sob o nome de “nascer sorrindo”.

 "O parto Leboyer foi criado pelo médico obstetra francês Frédérik Leboyer e foi introduzido no Brasil no ano de 1974 pelo obstetra Claudio Basbaum. Neste parto, também chamado de parto sem violência, tenta-se não estressar o bebê, tornando sua primeira experiência fora do útero menos traumática.
Frédérick Leboyer

Esse tipo de parto é feito com pouca luz, para não incomodar o bebê; silêncio, principalmente depois do nascimento; massagens nas costas do bebê para estimular seus pulmões; banho do bebê perto da mãe, que pode ser dado pelo pai; ambiente quente, como o abdômen da mãe, a fim de atenuar o impacto da diferença entre o mundo intrauterino e o extrauterino; e amamentação precoce. 

No parto Leboyer,  o cordão umbilical somente é cortado quando para de pulsar, para facilitar a transição da respiração.
Esse parto reduz o “trauma” do bebê na saída do útero materno. Estudos realizados por especialistas em bebês que nasceram por esse tipo de parto sugerem que as crianças se tornaram mais seguras, autônomas precocemente e emocionalmente equilibradas.
(informações do site - http://www.brasilescola.com/biologia/parto-leboyer.htm)

Dr. Cláudio Basbaum Introduziu o Parto Leboyer no Brasil.
Alguns médicos atualmente usam técnicas do Parto Leboyer, como meia luz, mais silêncio, hoje ainda mais ampliado, o pele a pele no primeiro momento, aleitamento na primeira  hora e banho só depois de, no mínimo seis horas, para preservar o vérnix, segundo especialistas, vitamina K que é bom para o bebê absorver. Mas é inegável a contribuição de Frédérick Leboyer para o processo de humanização do nascimento. Pela primeira vez, via-se o nascimento no ponto de vista do bebê e se iniciava um processo de respeito ao parto e ao recém-nascido. 
Uma das capas do livro revolucionário de Frédérick Leboyer
A capa mais antiga.
Dr. Cláudio Basbaum participou do I Seminário pela Humanização do Nascimento, realizado pela ong Grávida e a Maternidade Odete Valadares, em 1987.

Nenhum comentário: