15 de dezembro de 2011

REHUNA pede o seu apoio.

O Conselho Regional de Medicina do RJ- Cremerj queria caçar o diploma do médico Marcos Dias, por ter assinado um atestado de óbito da Casa de Partos David Capistrano, no Rio de Janeiro, quando trabalhava como Coordenador da Saúde da Mulher do RJ. Por fim, decidiram fazer uma denúncia pública. A Rede pela Humanização do Nascimento - REHUNA lançou uma campanha, com o objetivo de apoiar o médico e publicar um elogio público em jornal de grande circulação. Transcrevo carta da presidente da REHUNA, Daphne Rattner pedindo nosso apoio. A Bem Nascer já deu o seu apoio. Faça o mesmo. ¨Todos nós sabemos que a pressão é para fechar as casas de parto, por isso, perseguem um médico que apóia a causa da humanização do nascimento.

"Colegas rehunid@s
Para quem é novo e não conhece, o Marcos Dias é um rehunido desde os primórdios. Para quem o conhece, ele dispensa apresentações. Foi diretor da pioneira Maternidade Leila Diniz, fundada em 1994, importantissima para a demonstração de que humanização do parto era factível em nosso país.

Foi o coordenador da Saúde da Mulher do município do Rio de Janeiro quando foi implantada a Casa de Partos de Realengo (tão elogiada), para a qual muito contribuiu. Participou diretamente da organização das duas primeiras Conferencias Internacionais sobre Humanização do Parto e Nascimento. Foi Presidente da Comissão Cientifica da III.

E tem muito mais!!!!Leiam com atenção as mensagens abaixo - e espero que cada um(a) de
voces possa contribuir com recursos para que possamos publicar nosso
Elogio Público.

É tão importante que nos ajudemos uns aos outros...

Um abraço

Daphne

Prezad@ parceir@

Segue abaixo o relato pessoal do Marcos Augusto Bastos Dias referente
à penalidade que lhe está sendo aplicada pelo Conselho Federal de
Medicina. A pena inicial de cassação do exercício profissional foi
atenuada para Censura Pública em jornal de grande circulação.

Fazemos parte de um movimento que considera essa censura pública
injusta, na medida em que ele nada fez de errado e, se pode ser
acusado de algo, é de sempre ter atuado em defesa da saúde de mulheres
e crianças e ter se esforçado para implantar políticas públicas que
favorecem essa população e qualificam a assistência.

Em decorrência, neste momento solicitamos sua adesão e apoio, que pode
dar-se de duas formas, não excludentes:

1- Se você representa uma organização ou movimento social, solicitamos
que endosse nosso elogio público, enviando para a ReHuNa, e-mail
daphne.rattner@gmail.com, o nome de sua organização

2- Pretendemos publicar esse elogio público em jornal de grande
circulação e o custo é alto. Pedimos que você e sua organização
contribuam para que possamos fazer isso como resposta do movimento
social a essa injustiça, para a conta de Maria do Carmo Leal no Banco
do Brasil agencia 4220-X cc 15041-X. Caso deseje fazer transferência
on line, o CPF é 080099615-15. Sugere-se doação de cem a duzentos
reais, sendo possíveis valores maiores.

Como não sabemos quando será publicada a censura pública, mas
precisamos poder dar uma resposta pronta e imediata, solicitamos que
agilize na medida do possível sua adesão e/ou contribuição

Contamos com seu apoio - em defesa da SAÚDE!
Em nome de nosso grupo
Daphne/Coordenação Executiva - ReHuNa/Rede pela Humanização do Parto e Nascimento




ELOGIO PÚBLICO

A coalisão de entidades abaixo relacionadas, amigos, companheiros de
trabalho, ex-pacientes e clientes atuais, mulheres e suas famílias
vimos a público manifestar nosso apreço e admiração pela trajetória
profissional no âmbito da assistência, pública e privada, do ensino e
da pesquisa do Médico Obstetra Dr. Marcos Augusto Bastos Dias,
trajetória essa pautada pela ética e pelo compromisso com a qualidade
da atenção e dedicação à saúde das mulheres e crianças. Elogiamos
ainda sua disponibilidade para trabalhar em equipe, sua competência
técnica e atitude humana, e seu empenho na implementação das políticas
públicas, a exemplo da implantação de novos espaços mais humanizados
para assistência ao parto, como os Centros de Parto Normal, política
emanada pelo Ministério da Saúde através da portaria GM 985/1999,
referendada pela RDC 36/2008 da ANVISA e um dos esteios da atual
Estratégia Rede Cegonha."

Nenhum comentário: