24 de setembro de 2011

MAIS UMA RODA ABENÇOADA!

A Roda Bem Nascer de hoje foi abençoada. Contou com vários neneNzinhos e depoimentos emocionados, como o da Elvira e Kinulpe, que relataram o parto na banheira do Hospital Sofia Feldman. Eu os apresentei à Roda como crias da ong e relembramos o dia em que eles ali chegaram. Podemos dizer que Elvira desabrochou depois do parto e que o filho é filho é da mãe, mas é muito o filho do pai, que exibe orgulhoso o seu sling.

A Iara levou seu rebento mais novo e contou seu parto de seis horas também no Sofia. Recebemos a visita de clientes do Dr. Marco Aurélio e do Dr. Sandro. Foi a Roda com sua princesa, a nossa Andréia. Ela também, cria da ong. Lembramos do dia em que ela chegou ali, desamparada, sentindo-se sozinha. Fazíamos Yoga e estávamos cantando mantra para os pequenos e nós, mulheres, a abraçamos e a acolhemos. A Camila, mãe do Rayon, estava presente naquele dia e ainda de barriga. Retornou à Roda agora com o Rayon nos braços e exibiu o filme do seu parto domiciliar, assistido pela enfermeira obstetra, Odete Pregal.

A parteira acadêmica fez uma palestra esclarecedora sobre os diferentes tipos de parto: falou do parto normal, natural, hospitalar, domiciliar. Falou das cesáreas eletivas e as cesáreas intra-partos, que acontecem durante o trabalho de parto. O banho de ocitocina banha mãe e filho, incentivando o instinto materno. Prometemos para a próxima Roda palestra do Kinulpe sobre
Ocitocina.

Como sempre, recebemos a visita de alunos de enfermagem da PUC e duas estudantes de Jornalismo, que fotografaram a Roda para um trabalho de escola. Ficaram de disponibilizar as fotos para este site.

A Roda foi moderada. Foi de escuta. E mostrou caminhos diversos, porque diversos são os desejos e as demandas das mulheres. Cada uma deve ser protagonista do seu parto. E isto incia na escolha consciente. A gestante deve se ouvir, se perceber, se perguntar: que parto eu quero para mim? Nem todos encarariam um parto domiciliar, algumas preferem ter a presença dos médicos da linha humanizada, outros ocupam a casa de partos. A ong Bem Nascer nas Rodas tem o objetivo de acolher a gestante, o pai e irem, juntos, através do depoimentos das próprias mulheres, achando o próprio caminho. Logo, posto as fotos.

Estou feliz, a Roda é sempre muito gratificante!
A próxima Roda acontecerá no segundo sábado do mês, a partir de 14h30, no auditório ao lado do Orquidário, no Parque Municipal, sob a coordenação da doula Daphne Paiva e da enfermeira obstetra, Nelcy Muller.

Nenhum comentário: