10 de julho de 2016

Roda ONG Bem Nascer parque Municipal - Jul/16

                                     
Sábado, dia 09/07/16 - Roda de conversa com doulas sobre gestação, parto e amamentação.
Aberta e gratuita a todos o interessados nesse tema.
Favor levar um lanche saudável para ser compartilhado durante a roda.
E, a cada relato umas se identificavam com a outra. História que se cruzam na construção do parto-nascimento. Onde teve participação dos futuros papais de bebês fora da casinha interna/útero. Um pai, acolhendo a demanda do outro.
Sendo ainda ofertado a 03 casais um Chá de Bênçãos, pois estão mais próximos a chegada dos bebês.














 Contato - email - ONGbemnascerBH@yahoo.com.br
Juntas somos mais.

21 de junho de 2016

Roda ONG Bem Nascer Mangabeiras - CEAM

Medo? de quê? da dor? de não dilatar? de não ter passagem? da passagem? do tamanho do bebê? de uma cesariana? necessária ou desnecessária? É natural sentir medo?

E você tem medo de quê?

Venha conversar sobre seus medos em relação ao parto, tirar dúvidas e desconstruir mitos neste sábado, na roda Mangabeiras da ONG Bem Nascer - CEAM.
Com a enfermeira obstetra Odete Pregal, a doula Bel Cristina e a fisioterapeuta, professora de ioga para gestantes e doula Rosana Cupertino, que coordenarão a roda.

Informar-se segundo as recomendações da OMS e de acordo com as evidências científicas mais atuais auxilia a amenizar a pressão interna e externa, para que cada gestante/casal grávido possa vivenciar a gestação sem tantos medos, construindo, assim, uma gestação consciente e saudável.

A entrada é aberta e gratuita. Traga um lanche para compartilhar.

Mais informações pelos telefones:
(31)99570-9900 - Odete Pregal
(31)99790-2951 - Bel Cristina
(31)98444-0108 - Rosana Cupertino
Email - ONGbemnascerBH@yahoo.com.br




20 de junho de 2016

CFM: Cesáreas por opção só poderão ser feitas após 39ª semana de gravidez

Matéria do Jornal - O Globo
 
Decisão, que visa a garantir desenvolvimento do bebê, será publicada esta semana
POR ANDRÉ DE SOUZA
20/06/2016 11:15 / atualizado 20/06/2016 18:22
BRASÍLIA - Gestantes que preferirem a cesariana em vez do parto normal têm direito de fazer prevalecer sua escolha, desde que o procedimento seja realizado após a 39ª semana de gravidez. A regra faz parte de uma nova resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM), apresentada nesta segunda-feira. A norma, que deve ser observada por todos os médicos no Brasil, será publicada ainda esta semana no Diário Oficial da União.

Segundo o presidente do CFM, Carlos Vital, a autonomia da paciente já era uma diretriz nos trabalhos do médico. A novidade agora diz respeito à segurança do feto, determinando que a cesariana, quando ocorre a pedido da paciente, só possa ser feita a partir da 39ª semana, a fim de garantir o desenvolvimento da criança.

Há uma ressalva na resolução. Quando a mãe quiser a cesárea e o médico achar melhor o parto normal, o profissional tem o direito a não realizar o procedimento. Segundo o CFM, médicos só não podem recusar fazer atos dos quais discordam quando há o risco para a paciente.

"É direito da gestante, nas situações eletivas, optar pela realização de cesariana, garantida por sua autonomia, desde que tenha recebido todas as informações de forma pormenorizada sobre o parto vaginal e cesariana, seus respectivos benefícios e riscos", diz trecho da resolução do CFM.

De acordo com o CFM, dados do Instituto Nacional de Saúde da Criança e Desenvolvimento Humana (NICHD), dos Estados Unidos, mostram que, entre 37 e 39 semanas, o bebê passa por uma fase crítica de desenvolvimento do cérebro, dos pulmões e do fígado. O parto antecipado, antes da 39ª semana, deve ser feito apenas quando há indicação médica.

Epidemia de cesáreas

Uma pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgada em 2014, mostra que 50% dos partos do país são cesáreas. Na rede particular, o índice chegaria a 88%. Segundo a OMS, o Brasil é recordista mundial em cesarianas que, de acordo com a entidade, deveriam corresponder no máximo a 15%. Trata-se, segundo especialistas, de uma epidemia de cesáreas.

O Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas (ACOG), outra fonte do CFM para editar a resolução, aponta maior risco quando o parto ocorre antes da 39ª semana. Esses bebês têm maior possibilidade de apresentar problemas como a síndrome do desconforto respiratório, dificuldades para manter a temperatura corporal e se alimentar, tendência a registrar altos níveis de bilirrubina, o que pode levar à icterícia e até mesmo danos cerebrais, problemas de visão e audição. Até 2013, a ACOG já considerava maduros bebês que nasciam a partir da 37ª semana.

— Ocorriam cesarianas antes da 39ª semana. E isso era um risco — disse Vital.

Para que ocorra a cesariana a pedido da gestante, é obrigatório que ela assine um termo de consentimento livre e esclarecido pelo médico, no qual registrando sua escolha. Apesar de defender o direito de escolha da gestante, o presidente do CFM disse que, não havendo contraindicação, é melhor o parto normal.

— A via natural, quando não tem nenhuma contraindicação, é a opção — afirmou Vital.

Desde o ano passado, entrou em vigor novas regras estabelecidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estimulando o parto normal na rede privada. A Organização Mundial da Saúde (OMS) também recomenda que haja cesarianas apenas em casos em que elas são necessárias

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/cfm-cesareas-por-opcao-so-poderao-ser-feitas-apos-39-semana-de-gravidez-19543250#ixzz4CAh1PJ2O
© 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

27 de maio de 2016

Roda ONG Bem Nascer parque Mangabeiras - CEAM

Venha dançar com a gente!
Dia - 28/05/16 - Sábado
A ONG Bem Nascer, convida para a "Dança Materna para Gestantes", coordenada pela professora Ludmila Yarasu-Kai, e o "Chá de Bençãos", neste sábado, a partir de 9:30 às 12:30, no CEAM (Centro de Educação Ambiental), acesso pela Praça das Águas, no Parque das Mangabeiras.

A professora Ludmila Yarasu-Kai é professora licenciada da Dança Materna em BH, formada em Psicologia, Coach, Constelação Familiar e focalizadora de Danças Circulares. Promete promover três danças para os casais grávidos. "Arte, música, sensibilidade e conexão se reúnem na Dança Materna. Carinho e cuidado para os bebês através da dança", explicou.

As gestantes presentes que estiverem com mais de 37 semanas serão abençoadas com um escalda-pés (Devem levar toalha, meia e uma bacia, além de ervas aromáticas - sugestão: alecrim, manjericão, canela, gengibre, pétalas de rosas, hortelã, sal grosso, óleo para massagem).

A Roda será coordenada pela jornalista e professora de Yoga Cleise Soares e contará com a presença das doulas Isabel Cristina dos Santos e Rosana Cupertino.
É gratuita. Leve um lanche para compartilhar.
E-mail: ONGbemnascerBH@yahoo.com.br

22 de maio de 2016

Relato de Bruna Saliba

13 de maio de 2016

Roda ONG Bem Nascer parque Municipal

Dia 14/05/16 - das 14:30 às 17:30, no parque Municipal. Auditório do Orquidário, próximo a Guarda Municipal
Roda para gestantes, tentantes, casais grávidos e todos interessados nas boas práticas do parto-nascimento ligado a evidência científica, segundo OMS.
E, que tal no mês de Maio fazer uma homenagem as mamães de bebês nascidos, às futuras mamães de bebês que vão nascer, as tentantes, enfim festejar a Dança do Nascimento?
Tema - teremos participação da facilitadora da Dança Materna, em BH, Ludmila Yarasu-Kai - 'Arte, música, sensibilidade e conexão. Aspectos corporais, emocionais e de relação. Faço questão de ver tudo contemplado. Carinho e cuidado para mamães e bebês, através da dança'.
Que tal participar de um escalda pés coletivo? Somente para gestantes com idade gestacional acima de 37 semanas. Pedimos quem desejar receber, favor, levar bacia, ervas aromáticas, toalha, meia.
Assim sendo compartilharemos vivência sobre o efeito da dança, sobre a construção do parto-nascimento e, encerraremos com um Chá de Bênçãos.
Email - ONGbemnascerBH@yahoo.com.br